29 October 2013


Não faço ideia para onde é o caminho certo. Nem sei se vou ser a melhor pessoa contigo todos os dias que ainda estão por chegar. Vou ser chata, insuportável e provavelmente um bocadinho estúpida ao ponto de te fazer perder a paciência e a calma (como tu já sabes!). Mas no fim do dia vou chegar de ar arrependido e vou querer agarrar-te sempre, no abraço mais apertado e quente deste mundo (e de todos os outros que possam existir, tenho a certeza)! De alguma forma, mesmo no meio do meu caos e da minha tempestade, tu conseguiste ver uma luz de esperança em mim. Conseguiste-me ver além de tudo que eu insistia (com a minha persistência de criança teimosa) que já nem sequer morava aqui. O que tu fizeste, aliás, fazes 24 horas por dia por uma alma tão "desorientada" como esta, é mais difícil de explicar do que qualquer outra coisa no mundo. Ganhaste-me, tens-me, duma maneira que mais ninguém alguma vez vai compreender. Porque mais ninguém nos compreende como nós nos compreendemos um ao outro, e isso, é coisa de querer aproveitar para a vida inteira! És o meu melhor, mesmo quando eu me faço por ser o teu pior. (Hoje é mais um dia, um passo dos pequeninos, mas que já não me faz ter medo de desequilibrar para trás!) Meu amor, 

28 October 2013




... and believe it! Follow it! Love, dream, laugh, learn: Be happy!

19 October 2013

A solidão é uma coisa um bocadinho com uma fama desgustante para a maior parte das pessoas, porque têm a sensação que são abandonadas ou rejeitadas, eu não tenho essa sensação. A solidão é um luxo, uma possibilidade de eu solicitar as companhias que pretendo, os livros, os discos, os dvds.

Eu não gosto de expectativas, porque são sempre desapontamentos.

O amor ensina-se? O amor aprende-se, não se ensina não.
Como é que aprendeu o amor? Errando, experimentando, tentando, talvez ignorando também, vendo, lendo. O amor aprende-se de todas as maneiras. 

Amar? Silêncio.
Amar é outra coisa... Sim amar é o conhecimento e a condescendência de aceitar na outra pessoa aquilo que ela aceita em nós.
Mais comum? O amor... O amor? Já li isso já. O amor é estar presente quando é necessário...

Resolveu um problema de interrogação que eu não percebia bem como é que tinha caído na esparrela de evitar, ou seja, de inventar o que não existia, dizendo que era aquilo que gostava, porque a paixão é uma coisa doentia, é um estado para mim não desejável. Porque é que se tenta inventar uma coisa que não existe, e que vai irreversivelmente arrastar-nos para a descoberta de que é um desapontamento.
É sempre um desapontamento? Então, a coisa não existe, somos nós que a inventamos nem a outra pessoa é culpada da nossa invenção, não pode corresponder a ela porque é superlativa à sua própria existência e nós não podemos nunca encontrar. Eu acho que é mesmo um sentido de querer bater com a cabeça contra a parede. É assim uma coisa inconscientemente voluntária de querer abrir a cabeça.

A memória amplifica os amores, sublima-os? Apura o estado, a compreensão própria, e quando é própria é dos outros. Nós só compreendemos os outros através de nós mesmos. É uma ilusão altruísta dizer que ignoramo-nos e gostamos imenso dos outros. Não, nós conhecemos os outros porque relacionamos os outros com aquilo que conhecemos. É uma coisa narcisística? Possivelmente será.
E o desapontamento também se sublima? Sim, mas já não é a mesma coisa. Porque o desapontamento é uma utopia momentânea, o desapontamento é as cinzas dessa utopia, não tem a ver com a elaboração nem com a maturidade em relação ao sítio onde se esteve. É um estado intermédio, receoso para quem é consciente e não é masoquista. Nunca é repetível, por isso os enganos são tão frequentes.

05 October 2013

He.


When you're expecting for prince charming, you don't know how old, how tall, how smart or how cute he will be. You have no idea where to look for him...
One day, you'll have it in front of you. You simply know him better than anyone else (he simply knows you better than anyone). You'll take a little time 'till the moment, 'till you know you love him, but you won't screw up everything (I promise), because he's perfect and he will make you feel like all the disney's princesses, and sooner or later you'll figure it out!
I'm telling you this because I learnt it ♡ I'm living the moment*