27 December 2012


Não estou preparada mentalmente, nem por lá perto, para a época que se avizinha. Para um exame daqui a uma semana exacta, mas sacrifícios são precisos e digamos que este belo Natal não podia ter corrido melhor. Para não falar que o meu profundo desejo de inovar em matéria de telemóveis se concretizou finalmente.
Hoje tenho o tradicional jantar de Natal (um pouco atrasado este ano, ups!) com a memorável turma de 12º. Já é o quarto ano, e digo-vos, parece que ainda foi há tão pouco tempo que a escola acabou. Cada vez mais o tempo voa, mas o importante é estar de pés bem assentes no chão para o conseguir acompanhar.
Portanto, hoje vai ser dia de recordações e memórias, de estar com "velhos" amigos e colegas e professoras, que de uma forma ou de outra, ficaram bem vivos no meu coração até hoje.
Boa tarde, e mesmo não gostando disto: VOU ESTUDAR.

V, xo.

23 December 2012



Mesmo com muito sono a cama não me deixou adormecer e passar sem o meu circo de Natal. Adoro, adoro esta época (acho que já o disse vezes sem conta, mas nunca é o suficiente). Sinto-me de novo como uma criança, e o melhor mesmo é ter alguém tão especial como o Mimi nestes dias ao meu lado.
Só queria dar notícias, suponho que a minha tarde vá ser dedicada a uma bela manta muito quentinha, com um grande sono pela frente. E, quem sabe, uns filmes coloridos de Natal que sabem sempre bem.
Amanhã voltarei para me deixar inundar pela emoção das últimas horas antes da bela noite, até lá, um bom Domingo e "façam o favor de ser felizes".


V, xo.

20 December 2012


Amor não é envolver-se com a pessoa perfeita,aquela dos nossos sonhos.Não existem príncipes nem princesas.Encara a outra pessoa de forma sincera e real, exalta as suas qualidades, mas sabe também os seus defeitos.O amor só é lindo, quando encontramos alguém que nos transforme no melhor que podemos ser.

18 December 2012

Boa noite (e tenho as compras de Natal mais importantes feitas)!
Desejo com toda a força que este seja um Natal daqueles, inesquecível e marcante *
preciso muito disso.


17 December 2012



Eis que chega a última semana antes do Natal. E é agora que começo a fazer contas e sei que daqui a uma semana certinha já tenho de ter as prendas todas compradas, todas embrulhadas, e de preferência, todas entregues! Agora perguntam-me, como?! Não sei. Não tenho ideias, não consigo ter uma certeza sequer de qualquer das prendas.
Só sei que o que me apetecia à séria era ir comprar muitas prendas para mim, tenho saudades de umas belas compras, e eu e a roupa de Inverno continuamos desconectadas.
 Desejem-me sorte, em primeiro para ganhar coragem de me levantar da cama, e depois para não me perder nas minhas compras em nada que não deva.

14 December 2012


Hoje, oficialmente, começaram as minhas férias de Natal (diz-se, pelo menos). A verdade é que quem me conhece sabe que eu sou de sofrer por antecipação, e só de imaginar que dia 3 a minha faculdade já me espera para o primeiro exame, só me apetece esconder debaixo dos cobertores e cá ficar até ao fim do Inverno (ahahah).
Mas o importante é que agora é tempo para relaxar, para fazer as coisas que mais gosto e estar com as pessoas mais especiais. Desde 2ª que eu e a K temos actualizado todas as conversas via skype (oh gosh, como eu sinto saudades dela!!!), e devo admitir que tem contribuído e muito para a minha boa disposição. Sentia verdadeira falta das nossas conversas.
Bem e como se sabe, faltam 11 dias para a noite mais esperada do ano, e eu devo admitir - zero prendas compradas, (mas pior!) zero prendas planeadas... Eu continuo a ser a pior pessoa a gerir o meu tempo, preciso urgentemente de me cuidar para não andar em corridas e evitar imprevistos de vésperas.
Ainda assim, vou desfrutar o máximo destas preciosas férias, para garantir a minha sanidade mental para 2013 (no mínimo!).


12 December 2012


É o assunto do dia. E se de facto é sinal de bom presságio ou não, não sei. Mas certamente não estaremos cá no próximo acontecimento e mais vale recordá-lo por hoje.
Vou tratar de começar o dia, é a última semana de aulas e mais vale aproveitá-la o melhor que posso já que em Janeiro a época de frequências volta a atacar e mais vale guardar tudo que posso de agora. O meu espírito natalício não é quebrado, mas continuo a precisar de uma boa dose de paciência e relaxamento para viver a minha época favorita do ano.
Tinha saudades de me sentir animada, e com o espírito leve. Uma boa dose de conversas e tempo livre está a fazer isso por mim. Já actualizei a minha série favorita, GG. Já acabei as 4 temporadas de The Secret Diary of a Call Girl. Preciso de retomar Pretty Little Liars, para não falar em Grey's Anatomy e Private Practice que já devem estar a estranhar a minha ausência (ups!). E como sei que em breve as devoro, é tempo de experimentar Once Upon a Time, que quem recomendou é certamente fiável.
Um bom dia, uma boa 4ª feira (desigual de todas as outras). Um bom 12/12/12 *

11 December 2012


There comes a point in your life when you realize who really matters, who never did, and who always will.




Friendship isn't about whom you have known the longest... It's about who came, and never left your side...



"If you're alone, I'll be your shadow. If you want to cry, I'll be your shoulder. If you want a hug, I'll be your pillow. If you need to be happy, I'll be your smile... But anytime you need a friend, I'll just be me."
I love you K. 

17 November 2012


Os meus míseros dias de 24 horas começam a estreitar-se a cada nova semana. Honestamente, quem diz que vida de estudante é que é boa, das duas uma, ou nunca andou na faculdade, ou andou e tirou um cursozinho... Não me interpretem mal, estou a adorar esta experiência, numa área que se calhar nunca julguei apostar e agora não me imagino noutro lugar, sinto-me verdadeiramente entusiasmada com as mil e umas coisas novas que aprendo e se começam a encaixar com a realidade e a ganhar sentido. Duvido que vá mudar de Portugal, nem pouco mais ou menos. Duvido é cada vez mais da permanência por cá, as perspectivas não melhoram, nem têm como se alimentar neste momento. E daqui a um ano e meio é o tempo para as decisões sérias, de longo prazo!
Com tudo isto, queria só lembrar que estou viva, que não me esqueço nunca deste meu cantinho que me sabe sempre bem visitar. Simplesmente num ritmo que a passagem de Sábado a Sexta se dá cada vez mais rápido, todos os meus tempos livres são atracados a livros e apontamentos, dos mais variadíssimos...

Este fim-de-semana vou aproveitar para libertar a mente, relaxar, que o sistema nervoso tem-me acompanhado numa efervescência desnecessária. Vou ler a 3ª peça (acabadinha de sair) da minha trilogia, em breve conto-vos tudo. Bom fim-de-semana!

P.S. (Já para não falar que o meu cabelo está cada vez mais loiro... Shhh, depois conto-vos tudo ahah)

15 October 2012


Já alguma vez te apeteceu berrar até não poder mais?! Até sentires os pulmões palpitantes, inchados e roucos, sem ar para nem mais um "ui"? É assim que eu me sinto, normalmente, na maioria da minha semana...
Mas ainda assim, não desistam, e não tenham pena de mim, mais que ninguém sou bem feliz deste meu jeito. Boa noite.

13 October 2012


Ao fim de muito tempo dividida por diferentes páginas de blogs e tentativas de arranjar um lugar tão acolhedor como este, desisti. Não há mais lugar nenhum como a nossa casa, não é o que se costuma dizer?! E neste caso, não podia concordar mais.
Não sei ao certo quantas vezes num mês vou conseguir passar por aqui (sinceramente...), especialmente numa época que agora tem exigido de mim uma elasticidade física e mental (indescritível), mas como todas as boas coisas, tudo exige sacrifícios quando se quer muito algo!
Por hoje, vim só dizer um "Viva!", render-me um pouco à nostalgia que este lugar me traz, em especial numa altura que tudo que me faz lembrar momentos passados me delicia...
Um bom Sábado, um bom Domingo, e quem sabe, uma boa semana :)


30 April 2012


É com algum pesar que venho comunicar isto, o pink and white stories vai ficar indefinidamente encerrado, não quer por isto dizer que vou deixar a comunidade blogger, mas simplesmente que vou mudar de lugar.
Como todos os meus seguidores devem ter reparado, nos últimos meses são raras as vezes que publico nele, além da falta de tempo, muito se deve pela perda de conceito que se vivia aqui.
O pink and white, como eu me habituei a chamá-lo, foi criado em Setembro de 2010, numa época em que julgava eu seria o começo de muitas coisas boas e novas. No entanto, para quem o (me) conhece desde então, muita coisa mudou, e pouco ou nada se passou como eu idealizava. Mas, como se costuma dizer, "nem tudo que é mau dura para sempre", e como tal, se do dia para a noite vi muita coisa a quebrar-me expectativas, e a deixar-me realmente infeliz, também foi uma época de construção e aprendizagem individual, com muitas experiências novas, e que de certa forma me fizeram crescer e ser a pessoa que hoje, orgulhosamente, consigo ser. De certa forma, a minha vida mudou, a minha escrita também mudou (se calhar em grande parte pela enorme mudança de futuro que me imaginava) e assim nasce um novo blog que de certa forma o considero como uma segunda casa. Onde possa escrever de tudo o que me apetece, sem me prender de alguma forma, à grande persistência de textos que se passava aqui.
O meu cantinho do café como eu o apelidei (e que poderão perceber pela primeira publicação nesse mesmo lugar) será aberto a tudo. Às minhas inspirações, mais ou menos pessoais, mas que eu sinta verdadeira necessidade de partilhar. Espero conseguir ser ainda mais abrangente à comunidade, e manter-me por perto mais tempo.
Agradeço a todos, do fundo do coração, que deixaram um bocado do seu tempo aqui, para me ler, ou para me saudar com algumas palavras, não me esqueci de como foi importante partilhar tudo isto com alguém, e sem dúvida, que espero construir um lugar tão bom ou melhor que este no novo destino. E espero-vos a todos lá, os que já costumavam aqui vir, e os que possam ter curiosidade de visitar o novo sítio.

Beijinhos ♥ Verinha
O link aqui fica: http://o-meu-cantinho-do-cafe.blogspot.pt/

22 March 2012


Hoje quando cheguei ao facebook deparei-me com uma ligação que trazia este título “Cristiano Ronaldo será assim como o pintam?”. Sem querer ferir susceptibilidades ou criticar quem quer que seja que o tenha escrito, o facto é este, e mais que sabido por todos nós: Vivemos num país centralizado no futebol (apenas e só, praticamente…)! É de uma ironia é o facto que levou à escrita deste texto, questiono-me quantas pessoas que vivem em Portugal em pleno século XXI e ainda olham para este país com encanto e orgulho de dizer que foi aqui que nasceram, que é aqui que vivem e que querem viver para sempre?! Não me querendo referir ao “meu país” como uma má coisa, o facto é que uma grande parte de nós já desejou, ou continua a desejar quase diariamente, conseguir uma boa oportunidade de sair de cá. Temporariamente ou não, encaremos o facto, o “nosso país” está em recessão, e não será nos próximos breves anos que veremos a “decadência” passar e entrar numa época de prosperidade em que a taxa de desemprego se reduzirá a uma taxa não preocupante, por exemplo. Mas além de tudo isto, pergunto-me é a estes portugueses que acham o Cristiano Ronaldo um exemplo tão bom de Portugal, quantas vezes eles pararam para pensar em outros nomes que levaram Portugal a todo o MUNDO?! Sou uma admiradora inegável de José Saramago, e citá-lo-ei sempre que achar necessário, e na minha modesta opinião é e será sempre um dos melhores escritores portugueses que alguma vez estarão na história. Afinal foi ele que ganhou o Prémio Nobel da Literatura em 1998. E digo, dou muito valor a um homem como ele, ao contrário do que muitos pintam e lhe julgam, a maioria nem sequer coragem tem de lhe ler uma obra, e é triste. Afinal o Ronaldo é tão maravilhoso, tão bom português, mas se calhar se fosse escritor acho que ninguém lhe falaria no nome… E com isto, posso adicionar mais alguns nomes, fora do mundo do futebol, como Amália Rodrigues, Mariza, Joaquim de Almeida, Tiago Monteiro, Rosa Mota, Fernando Pessoa e até Camões. Quantas pessoas terão tanto orgulho em falar deles como falam do Ronaldo, que coitado é tão mal julgado e defendido por muitos portugueses, que até consideram o Messi sempre melhor e maior… É triste de facto, mas mais triste ainda é olhar para um povo que pouco ou nada acredita no “nosso país”, mas está pronto para se orgulhar de uma “única” estrela de futebol. E eu pergunto-me pelo resto? E as outras “boas pessoas”? As que deixaram marcas muito mas muito maiores do que um fantástico número estrondoso de golos de futebol?! Que deixaram obras e criaram património por este mundo fora?! Portugal não está no mundo pelos pés brilhantes de Cristiano Ronaldo, mas quem quer convencer-se disso, que o faça, que o use para poder acusar os portugueses que não defendem o que é “seu”… Enfim, isto tudo deixa-me uma grande vontade de rir… "É lixado"... Mas cada um sabe de si, ou não estaríamos nós num país pós-25 de Abril :)



23 January 2012


Estou a começar a apreciar o que são férias. Ainda falta um exame para isto ficar arrumado de vez (espero eu!), mas de certa forma vai poder ser estudado com calma e tempo que ainda faltam umas longas duas semanas e meia. A minha cabeça estava super preenchida com demasiada economia! Se bem que o pão-nosso de cada dia nos telejornais e internet e etc. é tudo à volta do mesmo.
Começo a ficar cansada de ouvir as mesmas coisas, a televisão cada vez menos se liga (já para não falar no dinheiro que vamos todos ter de gastar para podermos ver televisão, extra ao que já gastamos...). Este país desilude-me a cada novo dia, infelizmente, a mim e a mais toda uma geração igual. Já não podemos ser ninguém aqui, ou então podemos, mas só se tivermos muitos conhecimentos benéficos - mas convenhamos, ninguém que se preocupa minimamente com o futuro tem desses conhecimentos. O mau, o que piora esta toda imagem negra, é que olhamos para uma Europa, e para um Mundo, que tem também demasiados problemas.
Cada vez mais me pergunto, onde é que vamos parar?! Já não tínhamos suficientes problemas ecológicos a uma escala global? É preciso também criar uma crise económica global? E isto, só para não encher a cabeça de que além de tudo (que já não é pouco), temos uma grande crise social, que se vai agravando e mostrando e escondendo a cada dia que passa. Só não vê quem não quer.



Mas, parece que chegamos mesmo ao dia derradeiro, em que cada um, porque já ninguém se importa, tem de olhar por si!...

08 January 2012

Deixo a visão do final de tarde de hoje, que me arrebatou!
É hoje que chego para a reflexão. Com os olhos postos não só neste 2011 passado, mas como em tudo que foi ficando ao longo do tempo. É importante olhar para um futuro com a mente completa, não recordar apenas as coisas boas, as melhores, ou as que importam para o amanhã. Temos de assumir todas as nossas atitudes, as decisões que se calhar não foram as melhores, até as que terminaram em erros que se resumem a mágoas. Foi com isto que encarámos, mesmo quando já desejámos há um ano (e muitos mais) ser melhores, ter mais esperança, ser mais felizes.
A vida tem o seu quê de imprevisível, provavelmente todos nós temos uma noção diferente da sua proporção, e sabemos que por muita força que os nossos desejos tenham nunca podemos contar só connosco para o sucesso. Seja positivo ou não, são assim as regras, e ninguém as pode mudar. Mas não quero com isto dizer para deixarmos de olhar as nossas ambições com tanta ou mais vontade do que o que costumamos. É importante saber lutar por elas, não deixar a vontade desvanecer em que momento for, nem que se gaste uma vida inteira a lutar por um sonho que parece sempre inalcançável, não há dúvidas que todo o caminho valerá a pena. Trará as melhores e mais bonitas coisas!

E possivelmente foi aqui que cheguei. Com um sorriso, enorme, que vem a ser construído há muito tempo. Não diria que há memórias que não gostaria de ter; é certo que me custa lembrar de algumas, que penso que se lá voltasse faria de maneira diferente, mas ainda assim, fizeram de mim como sou, um bocadinho mais fria ou independente ou leal, de alguma forma modificaram-me, marcaram-me. E sinceramente, hoje vejo-me como a mulher que não sabia ser - confiante, com vontade de ser sempre melhor, que me aprecio e com muito gosto pela pessoa que sou.
E este ano foi uma conquista enorme, de tal forma, que me fez começar o novo ano com uma vontade única, cheia de nostalgia e amor. Que me faz pensar que estes foram os 365 dias mais rápidos que alguma vez me lembro, os mais intensos! E que me enchem com uma enorme esperança de seguir este caminho, de continuar a viver tão lindamente. Estou óptima :)