27 April 2011

lovers & friends


Nem sempre é fácil decidir o que dizer, ou não, às pessoas mais próximas de nós. Escolher as palavras certas para os momentos mais delicados, em que muitas vezes a nossa opinião acaba por ser muito diferente daquilo que nós achamos a posição correcta do nosso papel, de amiga. Por vezes, muitas, temos de nos saber colocar por fora do sentimento que nós próprios nutrimos, e ver-nos à distância da razão por que nos estão a pedir o conselho. Nem sempre é fácil parar de misturar o coração com a razão, de nos ver como o que julgamos ser a nossa verdadeira posição na vida dessa pessoa, e deixar o resto, tudo que surge por acréscimo com o tempo e as relações e laços que vamos criando, para trás. Ninguém entende o que isto é, sem entrar em cena, e viver o mesmo. A vida não passa disto, de encontros e desencontros, que nós julgamos como improváveis, e que não nos coube na memória de jeito algum em mais nenhum cenário. Mas um dia, esse dia chega, a junção de coisas destas dá-se, e a última reacção, mais inesperada, surge. Até que chegamos ao dia em que acordamos, e já pensamos na próxima vez, porque queremos e até gostamos. E o mais difícil, é vermo-nos sem isso.

2 comments:

marta. said...

Tens um miminho no meu blog :) *

Kate said...

Acertas sempre nas palavras, V. Está perfeito! :D *