28 February 2011

Para mim a melhor presença de todas! Simply gorgeous!*

Gwyneth Paltrow


Cinematography

“Inception” Wally Pfister



Actress in a Leading Role

Natalie Portman in “Black Swan”


Actor in a Leading Role

Colin Firth in “The King's Speech”






Por hoje, fico-me deliciada pelos Óscares, pelas roupas na passadeira vermelha e pelos óptimos momentos que surgem com os nomeados. Só vejo as horas a passarem e eu sem sono, e sem a mínima vontade de amanhã me levantar para chegar à faculdade. Este fim-de-semana sinto-me como tivesse durado só um dia e preciso de um sério descanso... Uma boa noite.

25 February 2011

Para sonharmos, precisamos de acreditar que conseguimos alcançá-los, com vontade! É na luta do dia-a-dia que chegamos ao lugar que nos faz sentir no topo do mundo, na plenitude perfeita da nossa vida. No equilíbrio certo, entre as más coisas e as óptimas, o balanço certo entre as quedas e as subidas, que nos fazem ser triunfantes e vencedores na nossa jornada.
(In)Felizmente, temos de nos convencer, não há sonho nenhum que dure para sempre, ou que exista desde sempre. É mesmo a capacidade surpreendente que o tempo tem de se mudar, tão irreversivelmente, que nos faz ganhar diferentes objectivos, encontrar diferentes razões para querer chegar a algum lado.
Sonhar, faz parte do ser humano, e desistir desses sonhos é quase tão inerente em nós como o simples acto de os projectar. A acção é individual, mas o pensamento e a paixão pode ser partilhada, e todo o caminho fica mil vezes mais simples. É preciso acreditar na conquista, porque isso - só por si - já nos preenche em muito a nossa própria existência!

23 February 2011

There's nothing else to say... *

19 February 2011


Esta semana começou em grande, chuva, aulas, dores de dentes e cabeça, e muita constipação à mistura. E como um mal nunca vem só, tínhamos de ficar aos pares mal não é K.?!
Bem mas o fim-de-semana está em pleno, a temperatura adivinha-se pelo melhor e só quero pensar que mais dia menos dia estamos no meu b-day e depois mais um pouco e... férias!!
Desejo-vos uma óptima semana, e eu já tenho uma prenda a estrear maravilhosa.

10 February 2011


O amor não se mede, se é muito ou pouco, se é a mais ou a menos. Amar é, simplesmente, amar. Sem intensidades, sem preferências, o amor ganha-se a tempo. Com a confiança, o carinho, o amor aprende-se. Apaixona-se e ama-se, uma só pessoa, duma só maneira. E é-se amado, pelas mesmas regras, os mesmos princípios.
A vida traz-nos lições, dá-nos dicas para sabermos viver melhor, e bem. Não se ama uma só vez. E aprende-se, modos de estar, de viver, de se amar.
Nunca se amam duas pessoas de igual modo, nunca se vivem dois "primeiros amores". E céptica, ou não, é esta a génese da vida. Vive-se um amor a sério, como nada pudesse existir de melhor na vida, e depois, robustamente, a vida torna-se cheia. Completa-se por outras coisas, e nós, sem percebermos ao certo, mudamos de casa, o nosso céu torna-se próximo, e vivemos no piso térreo, mas felizes!
Já vivemos, já passámos, já sabemos. E moldamos os dias, uma semana é mais duradoura, a intensidade com que se vive hoje, é sempre maior da de ontem. E assim alcançamos ciclos de paz, de compreensão. De tempo que há para viver, porque depois de amanhã ainda há dia. E o "para sempre", que conhecíamos certo, que não nos ia fugir porque nós vivíamos "agora" sempre com a mente no futuro, vai passando. Vai sendo ocupado e conquistado na íntegra, pela vida que nós temos hoje, e que sabemos querer regular amanhã.
Para amar não é preciso ser o mais corajoso, o mais capaz, basta sermos. Sermos e existirmos para podermos ser vistos. E com jeito, com sorte e tempo, o amor que podemos ou não julgar ser o de uma vida, surge, e vive, por quanto tempo o fizermos viver.

07 February 2011


Se não estivéssemos calcados e pisados pelas passagens do tempo. (era diferente, éramos diferentes).