02 December 2010

aprendizagem


Penso que o importante numa separação não é o processo de reparar nos erros do outro, ou nos nossos, tentar justificar certas atitudes, ou o próprio fim. Acho que o importante mesmo, e que fica marcado não apenas durante o processo de recuperação, mas para a vida, é o facto de nos conhecermos melhor emocionalmente. Fortalecemos as nossas defesas, e aprendemos a gerir futuras relações, quer seja com homens ou com mulheres, amigável ou amorosamente. É assim que construímos a nossa futura identidade, quem vamos ser, e como vamos ser, daqui a muitos anos. O que queremos, ou podemos, contar dos outros. E acabamos por perceber que nem sempre o quadro bonito que pintamos durante o nosso crescimento pode ser concretizado sem algumas tempestades. Já foi assim que fiquei depois de muitos buracos, e certos caminhos falsos que encontrei.
Hoje, agora, a minha forma de ver a minha própria vida já nem é a mesma. Já me consigo distanciar um pouco dos planos a que me proponho, e se devo ou não agir de acordo com eles. Nem todos os sonhos podem ser concretizados, e nem todos os sonhos são meus afinal! Aprendi isto. Se calhar acreditei muito tempo em projecções que não eram minhas, ou pelo menos, não eram essenciais para mim. Adaptaram-se a mim como eu me costumo adaptar à vida. E posso dizer que lamento, afinal não é assim que sou eu mesma. Ou que me posso fazer feliz.
Entrei num novo estado que me sinto equilibrada, melhor. Mais interessada em mim, e no que posso realmente considerar ser meu. E posso afirmar, que visto assim, deste modo, a vida nem sempre parece impossível de ser vivida na primeira pessoa. E há dias, se calhar vários momentos ao longo do dia, que nos podemos dar ao luxo e ao prazer de incluir mais um "eu", ou mais vários "eu" no nosso espaço, e ainda assim, continuarmos a ser nós a decisão número um do nosso destino.

p.s.: obrigada por todas as palavras, por todos os amigos que nunca me deixaram sofrer um momento sozinha!

2 comments:

Mãe said...

Há precalços na vida que nos ensinam que no futuro melhores dias virão. E é com os nossos ou com os erros dos outros, que aprendemos e sabemos dar mais valor a NÓS.

Beijinhos Grandes :)

Madrinha said...

Li isto e achei interessante: "(...) A criatura torna-se cada vez mais responsável pelos seus actos e pensamentos. Os equívocos são naturais para quem transita da ignorância para a sabedoria.Apenas é necessário reparar todos os estragos causados.Justamente por isso constitui sinal de imaturidade recusar-se a admitir os seus próprios erros. A humildade constitui pressuposto do aprendizado.Quem se imagina infalível e superior a todos mantém-se estagnado. (...) " Face a tudo isto acho que és digna de viver tudo o que a vida nos dá e ter a humildade de saberes por ti própria dar a volta por cima e enfrentares com muito mais segurança o que a vida nos traz...estás a crescer minha querida e estás uma MULHER.
Beijinhos...da sempre madrinha!!!!